BLOG DO PROFESSOR LAGES

ENTRE E FIQUE À VONTADE.

BLOG DO PROFESSOR LAGES - ENTRE E FIQUE À VONTADE.

SOU PRÉ-CANDIDATO A VEREADOR PELO PDT, UM PARTIDO DO CAMPO DA ESQUERDA

E que isto possa ficar bem claro. O Partido Democrático Trabalhista (PDT), pela sua história de lutas em defesa dos trabalhadores desde 1945 (antigo PTB), ou desde a sua refundação pelos trabalhistas ainda no exílio com a Carta de Lisboa em 1979, mantem-se como um partido histórico no campo da esquerda. Pela diversidade política que sempre caracterizou a sociedade brasileira, não aceitamos que apenas um partido monopolize o entendimento do que é ser de esquerda no Brasil. Podemos observar esta postura política de esquerda do PDT em todas as eleições nacionais que disputou desde a redemocratização. Agora, mais recentemente, quando se posicionou de forma bem clara contra o impedimento da presidente Dilma, abrindo até mesmo processos de expulsão contra os deputados que desobedeceram a orientação partidária.

13775396_1756511247904864_4270796958508910703_nPelo seu programa de inspiração socialista, pela direção política que lhe dá o seu Diretório Nacional e pelas suas mais importantes referências históricas, o PDT é um partido do campo democrático e popular. É o partido que no Brasil representa a Internacional Socialista. Não são direções municipais e estaduais, nem políticos e candidatos locais que definem o que seja um partido. O PDT tem como suas referências históricas figuras como Darcy Ribeiro, antropólogo e educador, Abdias do Nascimento, escritor e ativista do movimento negro, Francisco Julião, escritor e militante das Ligas Camponesas, e Leonel Brizola, fundador do partido e uma das maiores vítimas do golpe militar de 64, juntamente com João Goulart, presidente deposto pelos golpistas. É justamente estas figuras, dentre várias outras, que podem explicar nossa escolha pelo PDT como um partido do campo da esquerda para a disputa eleitoral.

Foi por este partido que exerci o mandato de vereador na Câmara Municipal de Ribeirão Preto entre 2001 e 2004, e por ele novamente pretendo exercer um próximo mandato. Não desconhecemos de forma alguma as profundas contradições do sistema político e partidário do atual momento por que passa nosso país. O PDT não se exclui destas contradições. Acreditamos que este sistema partidário já está esgotado há muito tempo e a própria democracia representativa não corresponde mais às nossas necessidades. Temos plena consciência disso. Queremos, no entanto, lembrar que o PDT não se emiscuiu nos recentes escândalos da República, não tem operadores, lobistas, não se transformou em uma quadrilha.

Mas com todos os desafios pela frente e contradições que enfrenta internamente, ele tem resistido em nível nacional contra a onda conservadora e fascista, contra a perda de direitos, colocando-se na trincheira da resistência democrática. Quero exercer novamente o mandato de vereador pautado no programa do PDT, na sua história de lutas e inspirado nas suas lideranças históricas. Nosso compromisso é com este ideário e com aqueles que o defenderem, não com os vencedores, quaisquer que sejam eles, só porque são vencedores. E mais uma vez, é Darcy Ribeiro que nos inspira:

“Fracassei em tudo o que tentei na vida.
Tentei alfabetizar as crianças brasileiras, não consegui.
Tentei salvar os índios, não consegui.
Tentei fazer uma universidade séria e fracassei.
Tentei fazer o Brasil desenvolver-se autonomamente e fracassei.
Mas os fracassos são minhas vitórias.
Eu detestaria estar no lugar de quem me venceu”.

 

Categoria: Sem categoria

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*